novoiuperj.com.br

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Teoria Política I

E-mail Imprimir PDF

Professores: Geraldo Tadeu Monteiro e João Roberto Lopes Pinto

 

Ementa: O campo discursivo da Teoria Política. As origens do discurso sobre a política ou a “invenção da política” em Aristóteles e Platão. A autonomia da política e a fundamentação do Estado moderno em Maquiavel. Os fundamentos do Estado Liberal: O jusnaturalismo e o contratualismo de Hobbes, Locke e Rousseau e As instituições contra o despotismo em Montesquieu. O dilema liberal no Pós-Revolução Francesa: Tocqueville e Stuart Mill. Marx e a crítica ao argumento liberal no pós-revolução industrial.

Objetivo geral: Oferecer aos alunos diferentes tradições do pensamento político ocidental, permitindo-lhes travar contato com as principais perspectivas e problemas, suscitadas pelas chamadas obras clássicas. Além disso, visa a permitir a apreensão de diferentes leituras sobre a origem e natureza do Estado, as formas de governos, a ação e o comportamento políticos, os temas da liberdade e igualdade.

 

 Objetivos específicos:

 Ao término do curso, os alunos deverão encontrar-se aptos a:

 

  1. 1.Situar o campo da teoria política em face de outros campos do conhecimento;
  2. 2.Identificar e manejar conceitos fundamentais da teoria política moderna;
  3. 3.Compreender e contrastar alguns dos principais paradigmas da teoria política ocidental.

 

 

Bibliografia:

 

BALL, Terence. “Aonde vai a teoria política?”. In: Revista de Sociologia e Política. Curitiba, n. 23, p. 9-22, 2004.

BERLIN, Isaiah, “Ainda existe a Teoria Política?”. In: HARDY, Henry e HAUSHEER, Roger (eds). Isaiah Berlin: Estudos sobre a Humanidade. São Paulo: Companhia das Letras, p. 99-130, 2002.

BRANDÃO, Gildo Marçal. “A Teoria Política é Possível?”. In: Revista Brasileira de Ciências Sociais. São Paulo: ANPOCS, vol. 13 n.36, p. 158, 1998.

LESSA, Renato. “Por que rir da filosofia política?”. In: Revista Brasileira de Ciências Sociais. São Paulo: ANPOCS, vol. 13, n. 36, 1998.

BOBBIO, N. et alli (org.). Dicionário de Ciência Política. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1992, verbetes: ciência política e filosofia da política.

ARISTÓTELES. Política. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1985 (Livro I: Cap. 1, Livro III: Cap. 5 e Livro IV: Cap. 1 e 9).

PLATÃO. A República. São Paulo: Editora Abril, Col. Os Pensadores, 1979 (livros VII e VIII).

WOLFF, Francis. “A invenção da política”. In: NOVAES, Adauto (org). A crise do Estado-nação. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

MAQUIAVEL, N. O Príncipe. São Paulo: Editora Abril, Col. Os Pensadores, 1972.

BERLIN, Isaiah, “A originalidade de Maquiavel”. In: HARDY, Henry e HAUSHEER, Roger (eds). Isaiah Berlin: Estudos sobre a Humanidade. São Paulo: Companhia das Letras, p. 299-348, 2002.

CHISHOLM, R. “A ética feroz de Nicolau Maquiavel”. In: QUIRINO, C. G. et alli (org.). Clássicos do Pensamento Político. São Paulo: Editora Universidade de São Paulo, 1998, pp.51-75.

HOBBES, T. Leviatã. São Paulo: Editora Abril, Col. Os Pensadores, 1979, 1ª Parte.

LOCKE, J. Segundo Tratado sobre o Governo Civil. São Paulo: Editora Abril, Col. Os Pensadores,1983.

ROUSSEAU, J. J. Discurso sobre as Origens e os Fundamentos da Desigualdade entre os Homens. São Paulo: Editora Abril, Col. Os Pensadores, 1983.

_________. Do Contrato Social.São Paulo: Editora Abril, Col. Os Pensadores,1978 (livros I e II).

 

CASSIRER, E. “A Questão de Jean-Jacques Rousseau”. In: QUIRINO, C. G. e SOUZA, Maria T. S. de (org.). O Pensamento Político Clássico: Maquiavel, Hobbes, Locke, Montesquieu e Rousseau. São Paulo: T. A. Queiroz Editor, 1980, pp. 379-418.

MELLO, Leonel I. A. “John Locke e o individualismo liberal”. WEFFORT, F. C. Os Clássicos da Política. São Paulo: Editora Ática, 1996, vol. 1, pp. 79-110.

RIBEIRO, R. J. Hobbes: o medo e a esperança. In: WEFFORT, F. C. Os Clássicos da Política. São Paulo: Editora Ática, 1996, vol. 1, pp. 51-77.

MONTESQUIEU. O Espírito das Leis. São Paulo: Editora Abrio, Col. Os Pensadores, 1973, Livros 1, 2, 3, 5, 8, 11, 12 e 19.

DURKHEIM, E. “Como Montesquieu Classifica as Sociedades em Tipos e Espécies”. In: QUIRINO, C. G. e SOUZA, Maria T. S. de (org.). O Pensamento Político Clássico: Maquiavel, Hobbes, Locke, Montesquieu e Rousseau. São Paulo: T. A. Queiroz Editor, 1980. pp. 237-248.

MILL, John S. Da Liberdade. São Paulo: Ibrasa, 1963, introd. e capítulos 1, 2 e 3.

TOCQUEVILLE, A. “A Democracia na América”. Belo Horizonte/São Paulo: Itatiaia/Edusp, 1987, Livro I - Introdução e Livro II - 1ª, 2ª e 3ª Partes.

BALBACHEVSKY, Elizabeth. “Stuart Mill: liberdade e representação”. In: WEFFORT, F. C. Os Clássicos da Política. São Paulo: Editora Ática, 1996, vol. 2., pp. 189-223.

JASMIN, M. Alexis de Tocqueville. A Historiografia como Ciência Política. Rio de Janeiro: Access, 1997, último Capítulo.

QUIRINO, C. G. “Tocqueville: Sobre a Liberdade e a Igualdade”. In: WEFFORT, F. C. Os Clássicos da Política. São Paulo: Editora Ática, 1996, vol. 1, pp. 149-188.

MARX, Karl. A Questão Judaica. Rio de Janeiro: Laemmert, 1969 (capítulo 1 e texto final intitulado “Introdução à crítica da filosofia do direito de Hegel”).

_________ e ENGELS, F. A Ideologia Alemã. Lisboa: Edições Avante, 1982, Tomo I.

_________. “O Manifesto Comunista”. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

D'ÁVILA, Paulo M. “Leituras de Marx”. In: FERREIRA Jr., Lier Pires, GUANABARA, Ricardo e JORGE, Vladimyr Lombardo (orgs.). Curso de Ciência Política: grandes autores do pensamento político moderno e contemporâneo. São Paulo: Editora Campus/Elsevier, 2008.

WEFFORT, F.. “Marx: política e revolução”. In: _______. Os Clássicos da Política. São Paulo: Editora Ática, 1996, vol. 2., pp. 189-223.

 

 

BIBLIOGRAFIA DE REFERÊNCIA

ARON, Raymond. As etapas do pensamento sociológico. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

 

BOBBIO, N. A teoria das formas de governo. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1998.

 

_________. e BOVERO, M. Sociedade e Estado na Filosofia Política Moderna. São Paulo: Editora Brasiliense, 1998.

 

_________. et alli (org.). Dicionário de Ciência Política. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1992.

 

BOTTOMORE, T. et alli (org.). Dicionário do Pensamento Social do Século XX. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1996.

 

FERREIRA Jr., Lier Pires, GUANABARA, Ricardo e JORGE, Vladimyr Lombardo (orgs.). Curso de Ciência Política: grandes autores do pensamento político moderno e contemporâneo. São Paulo: Editora Campus/Elsevier, 2008.

 

MACPHERSON, C. B. A democracia liberal: origens e evolução. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

 

QUIRINO, C. G. et alli (org.). Clássicos do Pensamento Político. São Paulo: Editora Universidade de São Paulo, 1998

 

QUIRINO, C. G. e SOUZA, Maria T. S. de (org.). O Pensamento Político Clássico: Maquiavel, Hobbes, Locke, Montesquieu e Rousseau. São Paulo: T. A. Queiroz Editor, 1980.

 

WEFFORT, F.. Os Clássicos da Política (vols. 1 e 2). São Paulo: Editora Ática, 1996, vol. 2., pp. 189-223.

 

Última atualização em Seg, 16 de Janeiro de 2012 00:14